quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Separados pelo destino (Parte II)

Mais algumas páginas desta história acontecem...
O sentimento permanece,e a impossibilidade do mesmo também.
Eles decidem que o melhor a fazer é perder o contato total
e deixar que o tempo se encarregue do resto,afinal,o tempo é o melhor remédio,
mas não foi.
Músicas foram compartilhadas,o que acarretou novas palavras.
Quando menos esperavam,um encontro que a vida tratou de marcar sem que os dois soubessem,
deixaram esvair os sentimentos atravéz das palavras.
Proposta feita:Uma casa azul é avistada.
E o tempo,como eu já falei,não foi remédio neste caso,
só deu em saudade.
Um pedido foi feito:Um simples abraço em um dia especial.
E mais uma vez:
olhares se encontram,sorrisos se embalam,brincadeiras e
conversas se prolongam durante um dia inteirinho.
Eles se deixam viver cada momento,
pois sabem que ao anoitecer a realidade reaparecerá.
E assim se desenrola mais algumas páginas desta linda e triste história,
onde seus protagonistas são ligados pela força de um sentimento...
...E SEPARADOS PELO DESTINO.


                                                              Emilly Júlien

3 comentários:

andersonqo4 disse...

Talvez essa história não tenha tido um fim ainda...

Leilson disse...

Sei como é isso,as vezes o destino nos coloca em situações onde devemos tentar e continuar, deixar se acalmar e pensar, ou abrir os olhos e não se prender ao passado.

andrew macedo disse...

Eu passei poe esta experiêcia a pouco tempo e eu sei como ér ruin você ser apegado a uam pessoa e ela simplesmente te deixar para traz e você tem que se virar por si mesmo ér complicado mas vou seguindo

By:AndrewMacedo.

Postar um comentário